Sérgio Henrique da Silva Pereira, Jornalista
  • Jornalista

Sérgio Henrique da Silva Pereira

Rio de Janeiro (RJ)
354seguidores77seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Sérgio Henrique S P, Jornalista e professor
Jornalista, professor, escritor, articulista, palestrante, colunista. Articulista/colunista nos sites: Academia Brasileira de Direito (ABDIR), Âmbito Jurídico, Conteúdo Jurídico, Editora JC, Governet Editora, Investidura - Portal Jurídico, JusBrasil, JusNavigandi, JurisWay, Portal Educação.

Verificações

Sérgio Henrique da Silva Pereira, Jornalista
Sérgio Henrique da Silva Pereira

Autor (Desde Aug 2015)

Comentarista (Desde Aug 2015)

Comentários

(476)
Sérgio Henrique da Silva Pereira, Jornalista
Sérgio Henrique da Silva Pereira
Comentário · há 3 dias
Ótimo artigo. Tenho um que explana sobre Politicamente Correto. Há vídeos e artigos dizendo que ser 'politicamente correto' é cerceamento da liberdade de expressão. Alguns afirmam, ainda, que é um ideologia comunista etc. Bom, é fácil saber se 'politicamente correto' é cerceador da liberdade de expressão, já que nenhum direito é absoluto. No ordenamento jurídico Pátrio, chamar um afrodescendente de 'macaco' é injúria racial. Se proibir o 'macaco' de ingressar em estabelecimento comercial, p. ex., é racismo.

Seria racional dizer que os afrodescendentes são 'macacos' (seres inferiores)? Alguns poderiam dizer que a liberdade de expressão permite tal pronunciamento. A História humana revela que o racismo e o preconceito aos negros começa na própria Bíblia, interpretação errônea, quanto à Maldição de Canaã — o que permitiu a escravidão nas Américas. Depois o darwinismo social e a eugenia. Logo, a liberdade de expressão não pode ser motivada por simples deliberação motivada por interesses pessoais, no caso o uso de mão de obra gratuita, a escrava. Agora, se a deliberação é motivada por conhecer além das pulsões humanas, logicamente verá que todos são iguais independentemente de etnia, religião etc.

Obs.: a eugenia começou nos EUA antes de ser aplicada pela Alemanha nazista. Karl Max, como alguns afirmam, era racista porque considerava os negros inferiores. Ainda não descobri, no contexto, e não numa única frase 'copiar colar e afirmar' se ele era racista. Porém, sem defende-lo, na época de Marx, os negros eram, em qualquer país, até os ditos democráticos, considerados inferiores. A Guerra da Secessão e os movimentos civis dos afrodescendentes mostram o racismo branco. No Brasil não houve diferença. Temos vários exemplos.
Sérgio Henrique da Silva Pereira, Jornalista
Sérgio Henrique da Silva Pereira
Comentário · há 5 dias
Noticiar é liberdade de expressão, assim como opinar. O que não pode é ter polarização ideológica, ora direita, ora, esquerda. Afinal existe o Pacto de San Salvador que acabou com a dicotomia. Não penso que a CRFB de 1988 deva mudar. Quem tem que mudar é o ser humano, e a educação é um dos meios. Se outros países, como Japão, aplicam substancialmente na educação, e têm baixíssimos índices de violência e corrupção, esta já é uma violência, como o furto de energia elétrica 'inocente', fica provado que educação é conscientizar.

Quanto mais leis punitivas, maior o individualismo; não há Pólis.

Perfis que segue

(77)
Carregando

Seguidores

(354)
Carregando

Tópicos de interesse

(224)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Sérgio Henrique da

Carregando

Sérgio Henrique da Silva Pereira

(021) 99304-85...Ver telefone

Entrar em contato